jQuery
Brasil

TAM demite piloto que deixou Latino entrar em cabine durante voo

mayo 14, 2013

A TAM demitiu o piloto e o copiloto que deixaram o cantor Latino entrar na cabine de comando durante um voo entre Recife e Rio de Janeiro, no dia 28 de abril.

Procurada pelo Terra, a empresa confirmou a informação através de sua assessoria e ressaltou que apurou o caso com seriedade, prezando pelas regras de segurança. Assim, foram tomadas as devidas ações disciplinares e de prevenção para que ocorrências como esta não se repitam.

“A TAM informa que a situação em que as fotos foram tiradas foi totalmente identificada, e que as devidas ações disciplinares e de prevenção para que ocorrências similares não voltem a acontecer foram tomadas. A companhia reitera que veta o ingresso de pessoas não autorizadas à cabine de comando durante o voo e que considera falta grave o desrespeito a essa norma”, informa o comunicado oficial.

A assessoria de imprensa da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), responsável pela regulação da aviação civil no Brasil, já havia dito ao Terra que seria feita uma investigação do caso, já que não é permitido o acesso de passageiros em cabines de comando durante voos. E confirmou que tanto os pilotos quanto a empresa responsável pela aeronave podem ser multadas, caso a irregularidade seja de fato comprovada pelas investigações.

“Enquanto o processo de apuração não for concluído, não podemos saber o que vai acontecer. Mas, caso a empresa seja notificada por conta da irregularidade, a punição é uma multa a ela e aos pilotos”, explicou a assessoria, afirmando que, em casos semelhantes, os valores giram em torno de R$ 2 mil a R$ 5 mil para pilotos e de R$ 4 mil a R$ 20 mil para a companhia.

Apesar de apagadas do Instagram, as imagens de Latino na cabine, sentado na poltrona do piloto, usando seus fones e até fingindo mexer em equipamentos da aeronave, seguem no Facebook. “Foi assim minha primeira experiência como co-piloto ontem. Amei”, escreveu o cantor sobre as imagens.

Compartir noticia por email:
Fuente: http://www.odocumento.com.br

Síguenos en Twitter: @aerolatinnews