jQuery
Brasil

A um ano do prazo, novo terminal de Viracopos está 23% pronto para Copa

mayo 20, 2013

Considerada uma das obras de infraestrutura para a Copa do Mundo no Brasil, a construção do novo terminal de passageiros do Aeroporto Internacional de Campinas (SP) está 23,4% concluída a um ano do prazo estipulado para a entrega, maio de 2014. A informação foi confirmada ao G1 pela Secretaria de Aviação Civil (SAC) e pelo consórcio responsável pelo trabalho.

A ampliação começou a ser feita em 31 de agosto de 2012 e, em oito meses e meio, o canteiro de obras ficou completamente parado pelo menos 19 dias, por conta de dois acidentes em que um operário morreu e outros 15 ficaram feridos. Além disso, greves e uma disputa sindical pela representação dos trabalhadores também suspenderam a construção do novo terminal.

Apesar das paralisações, a SAC e o Consórcio Construtor Viracopos (CCV) afirmam que não há atraso no cronograma de construção do novo terminal de passageiros para a Copa do Mundo. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a primeira etapa da ampliação precisa ser entregue no máximo até o dia 11 de maio de 2014. Caso contrário, as empresas responsáveis pelas obras estão sujeitas à multa de R$ 150 milhões, mais R$ 1,5 milhão por dia de atraso.

Risco de acidentes

O arquiteto e professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Lauro Luiz Francisco Filho vê risco de outras ocorrências graves com operários na ampliação do aeroporto caso a ampliação precise ser acelerada. “Se não houver uma fiscalização firme, se não houver adoção de processos que envolvam técnicas de segurança e de engenharia eu não tenho a menor dúvida que esses acidentes vão ser frequentes”, avaliou ele.

Durante a visita do ministro da SAC, Wellington Moreira Franco, no início de maio, o consórcio responsável pelas obras anunciou uma série de medidas para complementar a segurança do operários, como o aumento das equipes de segurança do trabalho, contratação de um serviço de auditoria com foco em prevenção de acidentes, revisão do plano de emergência e outros seis itens (veja abaixo).

Para o arquiteto e professor da Unicamp, os dois acidentes que ocorreram em um período de 40 dias em março e abril, podiam ter sido evitados. Em um deles um operário morreu soterrado e outro se feriu e, no segundo, 14 trabalhadores se feriram caírem de uma estrutura de madeira que desabou. Na avaliação de Francisco Filho, a efetiva fiscalização do estado também é necessária na ampliação do aeroporto.
Segundo o gerente regional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) em Campinas, Sebastião Jesus da Silva, a ampliação tem sido fiscalizada desde que começou. O número de autuações emitidas ao consórcio responsável pelas obras chega a 45, cada uma delas com multa no valor que varia entre R$ 3 mil e R$ 6 mil. Pelo menos outros 30 autos de infração devem ser emitidos por conta do acidente mais recente, informou o órgão trabalhista.

Outro órgão do governo que também atua na fiscalização das obras é o Ministério Público do Trabalho (MPT). Na semana passada, o MPT firmou um acordo com as empresas responsáveis pela ampliação do aeroporto para o pagamento de R$ 2,1 milhões em indenizações pelo acidente que matou um operário.

Cronograma de obras

Sobre o cronograma de obras, o Consórcio Construtor Viracopos, formado pelas empresas Constran e Triunfo, informou, por meio de nota, que “cabe ressaltar que os pontos que demandam mais tempo dentro de uma obra estão praticamente concluídos, como a fundação, por exemplo, que está com mais de 80% do total concluído”.

De acordo com a SAC, existe um acompanhamento técnico nas obras de ampliação do aeroporto de Viracoppos “em vários níveis do governo”. Esse trabalho é mensal, mas, eventualmente, equipes vão ao canteiro, informou a secretaria. Aturalmente, aproximadamente 3,7 mil operários trabalham ampliação do aeroporto.

A primeira etapa do projeto de ampliação de Viracopos, que visa a Copa do Mundo de 2014, prevê a construção de um novo terminal de passageiros com capacidade para o transporte de 14 milhões de pessoas por ano e tem custo estimado custo estimado em R$ 1,4 bilhão.

Foto: Aeroportos Brasil Viracopos

Compartir noticia por email:
Fuente: http://g1.globo.com/

Síguenos en Twitter: @aerolatinnews