jQuery
Brasil

‘Não pensei em cair’, diz piloto de pouso de emergência em Brasília

marzo 31, 2014

O Fantástico foi encontrar um personagem que marcou a semana: um piloto que pousou, em segurança, um avião com 49 pessoas, sem trem de pouso. A frieza dele ao falar com a torre de Brasília foi impressionante.

“Tudo que veio na minha cabeça foi tudo aquilo que a gente sempre treinou e sempre fez no simulador e eu nenhum momento eu pensei em cair. Enquanto o avião tiver asas mesmo que ele perca os motores ele vai planar”, destacou o comandante Eduardo Verly.

Eduardo Verly, de 47 anos, é piloto de aviação comercial há apenas sete. Antes, era instrutor de voo. Nesta semana, ele realizou um de emergência no aeroporto de Brasília.

Na sexta-feira, o voo que partiu de Petrolina para Belo Horizonte e com conexão em Brasília, com 49 pessoas, a bordo teve problemas. O trem de pouso dianteiro do Fokker cem não abriu totalmente.

“Não obtivemos sucesso, ainda temos, ainda a informação do trem de nariz, ainda que não baixado e travado. A partir de agora, a gente declara emergência. A gente ainda tem ainda aproximadamente mais 17, 18 minutos ainda de combustível”.

A perfeita calma do comandante, numa situação extrema, chamou a atenção.

“Foi tão natural que depois quando eu escutei a gravação eu falei não sou eu não, não pode ser. Porque sai naturalmente eu não sei te explicar”, disse.

“Solicito apoio de solo, bombeiros e ambulância. Não tenho como prever, a princípio que a informação seja só indicação, mas eu não tenho como prever. Então gostaria de solicitar um apoio total de solo. E então mas, mais um pouco, daqui a mais uns quinze minutos a gente prossegue para pouso ou menos até, ou dez minutos, a gente prossegue para pouso”.

O pouso, como se diz na linguagem dos pilotos, foi de bico ou de nariz. Um cinegrafista amador gravou.

O avião de 24 toneladas levava 44 passageiros e cinco tripulantes. Ninguém se feriu.

Fantástico: Naquele momento que você demonstrou toda a tranquilidade do mundo, você realmente estava tranquilo?

“Estava porque parecia porque foi a coisa mais natural para mim porque tem sempre um script, no simulador a gente treina as panes”, conta.

O piloto sobrevoou o aeroporto para gastar combustível e diminuir o risco de explosão.

“Eu solicitei apoio de solo e o controle me informou que todos já estavam posicionados porque a gente ficou num período ali que eu tinha que baixar o combustível, porque a gente tinha que no caso de que o pior acontecesse eu tinha que pensar na possiblidade de faísca fogo e explosão”, destacou.

Fantástico: Naquele momento o que você disse para os passageiros e para a tripulação?
Piloto: Eu vou pedir aos senhores que mantenham se sentados, fazendo uso do seus cintos.

“Eu fui ver os passageiros e perguntei vocês estão bem? E eu tem uma cena de um passageiro que ele estava olhando para mim como se…

Compartir noticia por email:
Fuente: http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2014/03/nao-pensei-em-cair-diz-piloto-de-pouso-de-emergencia-em-brasilia.html

Síguenos en Twitter: @aerolatinnews