jQuery
Brasil

Três estados do nordeste disputam a TAM

agosto 6, 2015
TAM A320 E.Moura (2)

Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte estão na briga pelo novo centro de distribuição de voos da TAM, investimento de 4 bilhões de reais.

Em um ano de escassos investimentos e queda brusca na atividade econômica, o projeto de um novo centro de distribuição de voos do Grupo Latam Airlines, formado pela brasileira TAM e a chilena Lan, tem mobilizado as forças econômicas e políticas de três estados do Nordeste: Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Uma das capitais será escolhida para sediar o hub ainda neste ano. Desde abril, quando a Latam anunciou o investimento de cerca de 4 bilhões de reais que vai gerar 10 mil empregos diretos e indiretos, a agenda dos governadores e dos prefeitos foi tomada por contatos e ações em um esforço de preparação e busca de apoio.

O projeto deve consumir 40% dos investimentos previstos pela Latam em 2015 e 2016. O estudo de viabilidade deverá ser concluído em dezembro, mês em que a sede será anunciada. Os hubs são utilizados mundialmente para racionalizar trajetos, economizar custos para as empresas e tempo para os usuários, com eventuais reduções de tarifas. O efeito combinado dessas melhorias é o aumento do fluxo de passageiros e cargas, das receitas das empresas envolvidas e da arrecadação de impostos. A atividade do turismo repercute no dinamismo de 53 setores da economia, segundo a Embratur. Está prevista a abertura de postos de trabalho para engenheiros e mecânicos, pessoal de atendimento e recepção de passageiros, manejo de bagagem, serviços de táxi, fornecimento de alimentação e hotelaria, entre outros segmentos.

“O maior objetivo do primeiro hub doméstico e internacional do Nordeste é ampliar a atuação e a capilaridade das operações das empresas do Grupo Latam Airlines na América do Sul e no mercado internacional, aumentando, principalmente, os destinos atendidos na Europa”, afirma a presidente da empresa, Claudia Sender. Fosse este o único aspecto importante, Natal, localizada no ponto da costa americana mais próximo da Europa e da África, seria a escolhida, mas há outros requisitos. Entre eles destacam-se a existência de uma boa infraestrutura aeroportuária, com potencial de desenvolvimento, e o oferecimento de “melhor experiência ao cliente”…

Compartir noticia por email:
Fuente: http://www.cartacapital.com.br/revista/861/pouse-aqui-por-favor-5174.html

Síguenos en Twitter: @aerolatinnews