jQuery
Brasil

Recorde na aviação! Companhias transportam 117 milhões de passageiros em 2014

Enero 5, 2016

Entre os principais destaques do Anuário do Transporte Aéreo de 2014, divulgado nesta sexta-feira pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), é o recorde no número de passageiros transportados. No total, 117 milhões no ano passado, sendo quase 96 milhões de passageiros em voos domésticos e 21,3 milhões em voos internacionais. Segundo a Anac, o setor registrou um acréscimo de mais de 68 milhões de passageiros nos últimos dez anos.

A quantidade de passageiros pagos transportados no modal aéreo para cada 100 habitantes no Brasil mais do que dobrou em dez anos, passando de 26,8 em 2005 para 58,7 em 2014. A demanda doméstica apresentou alta de 5,8% em 2014 na comparação com o mesmo período de 2013 e atingiu o seu maior nível nos últimos dez anos. O crescimento é resultado das promoções lançadas nos fins de semana que garantem passagens baratas.

Segundo o anuário da Anac, as tarifas aéreas domésticas registraram redução média de 4,5% em 2014 na comparação com 2013, tendo sido apurada em R$ 332,08, em termos reais. Nos últimos dez anos, o valor do quilômetro voado caiu a menos da metade, com redução de 61%. Em 2014, de cada 100 bilhetes de passagem aérea doméstica, 12 foram vendidos ao público adulto em geral com tarifas aéreas inferiores a R$ 100,00, tendo sido a maioria (59,3%) comercializada com valores abaixo de R$ 300,00.

O estado do Amapá/AP na região Norte registrou a menor Tarifa Aérea Média Doméstica em 2014 entre as 27 unidades da federação, da ordem de R$ 270,24. Já as viagens com origem ou destino na Paraíba/PB na região Nordeste apresentaram o menor valor por quilômetro voado, da ordem de R$ 0,217. Entre os 22 estados que apresentaram variação negativa real do Yield Tarifa Aérea Médio Doméstico em 2014 na comparação com 2013, Goiás/GO no Centro-Oeste teve a queda mais expressiva, da ordem de 12,6% em termos reais…

Compartir noticia por email:
Fuente: http://www.correiodobrasil.com.br/789442-2/

Síguenos en Twitter: @aerolatinnews