Now Reading:
Latam lança em Brasília seus 3 novos voos internacionais
Full Article 4 minutes read

Latam lança em Brasília seus 3 novos voos internacionais

A capital federal passa a ter novas rotas internacionais da Latam Airlines. O evento de anúncio dos voos para para Santiago, no Chile; Lima, no Peru; e Assunção, no Paraguai, aconteceu nesta quarta-feira (21), no Palácio do Buriti, sede do governo do DF. Em seu discurso, o CEO da companhia no País, Jerome Cadier, afirmou que os novos trechos só foram possíveis com a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis. «Quero reconhecer este movimento de inteligência do Governo do Distrito Federal, que ao diminuir o imposto, viabiliza novos negócios», disse.

Segundo Cadier, os voos já estão disponíveis para venda e a procura está dentro das expectativas da companhia, «tanto passageiros que querem sair do Brasil para visitar Lima, Santiago e Assunção, como viajantes desses destinos que querem conhecer Brasília. Nossa expectativa é expandir as três frequências semanais para quatro ou cinco», projetou.

Participaram do evento de lançamento o vice-governador do Distrito Federal, Paco Britto; o embaixador do Peru, Javier Verdeguer; a ministra do Turismo do Paraguai, Sofía Montiel de Afara; o primeiro secretário da Embaixada do Chile, Cristián Oschilewski; a encarregada de Negócios da Embaixada do Paraguai, Nímia da Silva; o presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, Newton Cardoso Jr; o secretário de Governo do Distrito Federal, José Humberto Pires; a secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça; o secretário de Relações Institucionais do Distrito Federal, Pedro Rodrigues; o presidente da Embratur, Gilson Machado Neto; o CEO da Latam Airlines, Jérome Cadier; e o vice-presidente da Inframérica, Juan Djedjeian.

OUTUBRO
O primeiro voo operado da lista de novos destinos será o Brasília-Santiago, em 15 de outubro, em três dias da semana, terças, quintas e sábados. Os com destino a Lima serão operados a partir de 14 de novembro; e os para Assunção ainda não têm data marcada, mas a aérea planeja iniciar a operação até dezembro.

Questionado sobre novas rotas, o CEO da Latam afirmou que não há previsões. Segundo ele, o momento de viabilizar esses novos voos para garantir o equilíbrio da operação, porém a companhia considera possível outros trechos para outras localidades da América Latina. «Temos várias destinos que estão sub-explorados do ponto de vista turístico e de negócios. Esperamos que estes anúncios de hoje se tornem casos de sucesso para que possamos aprovar novos destinos.

Para Jerome Cadier, o mercado internacional está com excesso de oferta, ou seja, muitos passageiros procurando voos e muitas alternativas, «o que faz que a tarifa esteja baixa. Precisamos de equilíbrio, mais estabilidade no câmbio para que mais gente queira viajar para fora do Brasil», complementou.

EQUILÍBRIO
Sobre a sustentabilidade das rotas, o CEO da Latam destacou que é necessário ter o equilíbrio entre as duas pontas, ou seja, entre o emissivo e o receptivo. «É difícil sustentar um voo que só uma ponta leva passageiros, e como Brasília é um hub doméstico importante, estamos agora unindo a capital do Brasil com os hubs fundamentais que temos no Peru e no Chile e deles, ligando para todas outras cidades», explicou Cadier.

Sobre Assunção, a decisão do novo trecho seguiu uma análise da base de passageiros com interesse neste voo. «Como não existia uma ligação direta, obviamente as conexões eram pouco práticas e quem viajava, ficava muito tempo esperando. E com a demanda, decidimos lançar», finalizou…

Compartir noticia:
Fuente:
Input your search keywords and press Enter.