Agência bancária da Vila Aviação registra furto de R$ 200 mil

reais-dolar-euro-ilustracao(1)

O gerente de uma agência bancária especializada no atendimento a pequenas e médias empresas, localizada na Vila Aviação, em Bauru, procurou o plantão permanente da Polícia Civil, na noite desta segunda-feira (15), para registrar uma ocorrência de furto. Segundo ele, cerca de R$ 200 mil haviam sido furtados do cofre, que não há indícios de arrombamento. Do valor subtraído, dois mil da quantia seriam em dólar, euro, peso e franco suíço.

Durante o expediente de segunda-feira (15), um dos funcionários da agência entrou em contato com a matriz, em São Paulo, para comunicar um furto de dinheiro em tela. Após a denúncia, o representante se dirigiu até Bauru para apurar os fatos.

No local, foi constatado que o valor do furto seria de, aproximadamente, R$ 200 mil. No entanto, desse valor, R$ 198 mil seriam em reais e o restante em moedas estrangeiras, entre dólar americano, euro, peso argentino, dólar australiano e franco suíço.

Ainda de acordo com informações do gerente, a agência é composta por quatro funcionários, sendo que, dois deles, têm acesso ao setor blindado onde fica o cofre.

Segundo apurado pela equipe técnica, o sistema de alarme foi acionado na sexta-feira (12), às 18h, e desativado na manhã de segunda-feira (15), por volta das 8h50, por um dos funcionários.

O dinheiro foi furtado do cofre, que não estava trancado, mas, para acessá-lo, é necessário passar por duas portas, sendo uma blindada e outra de madeira. No local, segundo informou o gerente, não há vestígios de arrombamento externo ou interno e as câmeras de vigilância estão desativadas.

A empresa responsável pelo sistema de alarme da agência inspecionou a área e constatou que o equipamento está operando normalmente. Atestou, também, que, durante o fim de semana, período em que o alarme esteve acionado, ninguém entrou no local mediante o uso de senha.

O representante da agência acredita, ainda, que a pessoa que cometeu o furto tem conhecimento de moedas estrangeiras, pois, do valor furtado, havia cédulas válidas e antigas, mas somente as válidas foram levadas.

Um dos funcionários, após ser questionado, relatou que um dos colegas de trabalho esteve no local assim que a agência foi aberta, dizendo que estava em um velório e iria usar o banheiro. Ainda segundo o relato do funcionário, o suspeito teria usado o sanitário da área de blindagem, mas não pôde confirmar se ele chegou até a sala onde está localizado o cofre que havia sido furtado.

Fuente: http://www.jcnet.com.br/

Síguenos en Twitter: @aerolatinnews