jQuery
Brasil

Redução de ICMS na aviação gera 56 novos voos para DF

julio 10, 2013

Em apresentação didática sobre a formação de preços na aviação, o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz, destacou o impacto que os tributos têm sobre a malha aérea doméstica, além de ressaltar que 60% do custo das empresas aéreas é dolarizado. Ele usou como exemplo o caso do Distrito Federal, onde a alíquota de ICMS para o combustível de aviação foi reduzida de 25% para 12%. “Após a medida, em um prazo de 90 dias tínhamos 56 novos voos para o Distrito Federal”, disse Sanovicz.

Em painel anterior ao seu, o presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur), Ronald Ázaro, havia falado que a desoneração de tributos estaduais para empresas aéreas não tinha impactado no preço das tarifas, referindo-se justamente à alíquota de IMCS para o querosene de aviação.

O presidente da Abear contou ainda que a associação encaminhou ao governo lista com 72 aeroportos que precisam de melhorias para receberem voos. “Não há necessidade de fechar um aeroporto em algumas situações climáticas, por exemplo. Basta equipá-lo”, disse. “Pequenas melhorias poderiam fazer com que muitos desses aeroportos começassem a ser utilizados, porque há demanda. Em 60 ou 90 dias, teríamos voos para eles”, completou.

Compartir noticia por email:
Fuente: http://www.panrotas.com.br/

Síguenos en Twitter: @aerolatinnews