ALN NEWS
Ahora leyendo:
Passaredo voará para 7 cidades a partir de Congonhas
Toda la noticia 3 minutes read

Passaredo voará para 7 cidades a partir de Congonhas

A Passaredo, maior companhia aérea regional em operação atualmente, anunciou nesta sexta-feira, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, os detalhes de sua malha aérea a partir de Congonhas. A empresa voará do terminal paulista para sete cidades, são elas: Marília, Araçatuba, Bauru e Ribeirão Preto, no interior paulista, Dourados, no Mato Grosso do Sul, Uberaba, em Minas Gerais, e Macaé, no Rio de Janeiro. Ao todos, a aérea terá 158 voos semanais a partir Congonhas.

Os novos voos da Passaredo entram nos sistemas de vendas ainda hoje e começam a operar já a partir de 27 de outubro.

O anúncio faz parte do programa de incentivo São Paulo Pra Todos, anunciado pelo Governo do Estado em fevereiro.

Ao lado do governador de São Paulo, João Doria, o presidente da Passaredo, José Luiz Felício Filho, disse que a empresa vive uma nova etapa de sua história. “A ideia da companhia é se destacar na exclusividade das rotas e mostrar, principalmente ao viajante corporativo, que ele pode sair do centro de São Paulo e seguir, em um voo direto, para qualquer uma das cidades que serão atendidas pela Passaredo a partir de Congonhas”, comentou

«Todos esses investimentos e fomento da aviação mostram que o Estado tem investido e dado a devida importância ao Turismo, criando renda, emprego, desenvolvimento e capitalizando o processo de privatização dos aeroportos. A redução do nosso ICMS, que provocou o aumento da malha aérea em São Paulo, não só beneficia só a gente, mas outros Estados e cidades brasileiras», comentou Doria. «Não posso deixar de destacar que essa iniciativa mostra que o Turismo é uma atividade bilateral, por isso é tão democrática», completou o governador.

«A Passaredo se preparou para enfrentar uma crise econômica que assolou o País inteiro. E nós, a partir da quebra de uma companhia, vimos oportunidades e demanda para entrar em Congonhas – o filé mignon da aviação», disse Felício.

Para o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz, a aviação nacional vive um novo momento. «A partir da decisão do governador de São Paulo, João Doria, posso assegurar que o programa de redução de ICMS do Estado é o grande responsável pela ampliação do aviação brasileira, atingindo 38 destinos e 21 Estados», disse…

Compartir noticia:
Input your search keywords and press Enter.