jQuery
Brasil em Portugues

Val-de-Cans ganha avaliações positivas em pesquisa de satisfação do passageiro

15/02/2019

O Aeroporto Internacional de Belém/Val-de-Cans (PA) foi bem avaliado pelos passageiros alcançando notas acima da meta na categoria dos terminais que recebem até 5 milhões de usuários por ano. É o que indica a pesquisa do último trimestre de 2018 realizada pelo Ministério da Infraestrutura sobre a percepção dos usuários, divulgada nesta quarta-feira (13/2).

O levantamento ouviu cerca de 19 mil pessoas sobre infraestrutura, facilidades e prestação de serviços oferecidos nos 20 maiores aeroportos do país. Numa escala de 1 a 5, Belém recebeu nota 4,09, uma evolução de 1,7% em relação às sondagens anteriores.

Dos 38 indicadores avaliados, 23 (60,5%) estão acima da meta de 4 pontos estabelecida pela Conaero (Comissão Nacional das Autoridades Aeroportuárias). Ainda dentro desses números, o terminal paraense conta com 14 indicadores acima da média da categoria (4,34) com destaque, entre outros, para cordialidade e prestatividade dos funcionários no check in (4,71), tempo de fila na inspeção de segurança (4,71), no check in (4,56) e na imigração (4,41), a disponibilidade de assentos na sala de embarque (4,59), a limpeza geral (4,42) e integridade da bagagem (4,43).

Para o superintendente do terminal belenense, Fábio Rodrigues, os dados mostram o resultado do trabalho da Infraero para promover a evolução continua dos serviços prestados em Val-de-Cans. “Os números refletem o trabalho de modernização de alguns ativos estratégicos, como as pontes de embarque, elevadores, escadas rolantes, banheiros, revitalização do sistema de climatização e novas estratégias de serviço com a criação do Selo Infraero de Compromisso com o Cliente, que proporciona ao usuário preços acessíveis em lanchonetes e restaurantes do nosso aeroporto”, explicou.

O gestor destaca ainda que no resultado do último mês do ano, o Val-de-Cans obteve média de 4,12 na satisfação geral e também apresentou melhora na média relacionada ao conforto térmico, saltando de 3,55 para 4,23, demonstrando que as ações realizadas ao longo do ano sensibilizaram a opinião dos passageiros. “Nosso objetivo é continuar investindo em melhorias para aumentar a satisfação dos nossos passageiros e aprimorar cada um dos indicadores da pesquisa para que na próxima sondagem, o Val-de-Cans apareça ainda melhor. E nós já começamos 2019 com novas inciativas que visam a redução do preço da primeira hora do estacionamento e a inauguração do novo canal de embarque doméstico”, acrescentou.

De acordo com a presidente da Infraero, Martha Seillier, os resultados superam a meta estabelecida para os aeroportos, que era nota 4,0, e por isso devem ser celebrados. No entanto, a gestora ressalta que os pontos mais sensíveis da avaliação serão trabalhados para melhorar, ainda mais, o desempenho dos aeroportos da Rede. “O fato de todos os aeroportos da Rede Infraero terem recebido avaliações gerais entre “bom” e “muito bom” demonstra o nível de excelência dos serviços prestados ao passageiro. Isso é resultado do trabalho de uma equipe altamente capacitada e comprometida com a qualidade das atividades que desenvolve e, sobretudo, preocupada em garantir segurança operacional”, afirma Martha.

Premiação

Das quinze categorias premiadas pela Secretaria de Aviação Civil, para o desempenho relativo a todo o ano de 2018, aeroportos da Infraero ganharam em sete, incluindo melhor aeroporto até 5 milhões de passageiros, com Manaus (AM). O aeroporto internacional Eduardo Gomes ganhou ainda nas categorias “Controle Migratório Mais Eficiente” e “Controle Aduaneiro Mais Eficiente”.

Na mesma faixa de Manaus, com fluxo de passageiros até 5 milhões, o aeroporto internacional de Maceió (AL), Zumbi dos Palmares, venceu nas categorias “Raio-X Mais Eficiente” e “Aeroporto com Mais Serviços ao Passageiro”. Já entre os aeroportos com fluxo entre 5 e 15 milhões de passageiros, Curitiba (Aeroporto Internacional Afonso Pena) ganhou nas categorias “Controle Aduaneiro Mais Eficiente” e “Aeroporto com Mais Serviços aos Passageiros”.

A premiação do melhor aeroporto com fluxo entre 5 e 15 milhões foi para Viracopos, em Campinas (SP), e o melhor aeroporto com fluxo acima de 15 milhões de passageiros ficou com o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitscheck, em Brasília (DF).

Movimento

Com capacidade para receber até 7,7 milhões de passageiros por ano, registrou em 2018, 3,5 milhões viajantes e 38 mil voos, entre pousos e decolagens – o que representa um incremento de 5,8% em relação a 2017. O número coloca o aeroporto como o mais movimentado da região Norte em quantidade de passageiros transportados, ocupando a 5º colocação do ranking da Rede Infraero.

Diariamente operam em Val-de-Cans uma média de 100 voos comerciais regulares, de sete companhias aéreas – Avianca, Azul, Gol, Latam, MAP, Surinam e TAP. As rotas interligam Belém a diversos destinos brasileiros – Guarulhos (SP); Recife (PE); Brasília (DF); Macapá (AP); Altamira, Marabá e Santarém (PA); Rio de Janeiro (RJ); Confins (MG); Manaus (AM); Fortaleza (CE); São Luís (MA); Cuiabá (MT). Já os voos internacionais ligam a capital paraense à Europa, aos Estados Unidos, ao Suriname e à Guiana Francesa.

Compartir noticia por email:
Fuente: AeroLatinNews

Síguenos en Twitter: @aerolatinnews