Ahora leyendo:
Infraero recebe propostas para recuperação do pavimento da pista do Aeroporto de Congonhas
Toda la noticia 4 minutes read

Infraero recebe propostas para recuperação do pavimento da pista do Aeroporto de Congonhas

Interessados em participar de licitação para execução das obras de recuperação do pavimento asfáltico da pista de pousos e decolagens do Aeroporto de Congonhas (SP) podem enviar as propostas até o dia 21/5. Os trabalhos incluem serviços de fresagem do revestimento asfáltico existente, execução de camada estrutural de concreto asfáltico (CBUQ) com grooving na região das cabeceiras; e de camada superficial porosa de atrito (CPA) na pista principal do terminal da capital paulista. O período de vigência do contrato é de 180 dias, a contar da assinatura da ordem de serviço. As obras devem ser realizadas em até 90 dias, sendo 30 deles com fechamento total da pista para pousos e decolagens.

A abertura da sessão pública e o início da disputa de preços acontece na mesma data, às 9h e 10h, respectivamente. O tipo da licitação é por menor preço global e o regime de contratação é por preço unitário. O certame é aberto a qualquer empresa estabelecida no País, cujo ramo de atividade seja compatível com o objeto da licitação e que atenda às exigências do edital. Para mais informações sobre o processo de contratação e o planejamento da obra, acesse o endereço:

https://licitacao.infraero.gov.br/portal_licitacao/servlet/DetalheLicitacao?idLicitacao=160904.

Sobre a obra

Diante do impacto na economia causado pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Infraero tem investido em medidas para mitigar tais efeitos e contribuir com a recuperação do setor de aviação civil, ao final do período de isolamento social. Em consonância com o Governo Federal e visando à operacionalidade de seus aeroportos, a empresa deu continuidade ou mesmo tem acelerado o ritmo de obras consideradas essenciais para a segurança das operações em 19 terminais em todas as regiões do País.

Para as obras na pista principal do Aeroporto de Congonhas, serão alocadas equipes 24 horas por dia, 7 dias por semana, para garantir o cumprimento do prazo de execução das obras. A pista principal do Aeroporto de Congonhas possui 1.940 metros de comprimento e 45 metros de largura e suporta aeronaves de categoria até 4C, que englobam as principais utilizadas pelas companhias aéreas brasileiras, como Boeing 737-800, Airbus A320 e Embraer E195.

Durante os trabalhos, o fechamento da pista principal por 30 dias para a execução dos serviços é necessário devido à complexidade da tecnologia aplicada ao pavimento: camada porosa de atrito (CPA), que melhora a performance e a segurança das aeronaves durante os procedimentos de pouso e decolagem em dias de chuva, bem como propicia melhor escoamento da água.

O Aeroporto de Congonhas seguirá aberto e operando normalmente em sua pista auxiliar durante os 30 dias em que a pista principal estiver em manutenção. Também seguirão funcionando no terminal lojas e restaurantes, bem como o estacionamento para veículos. Importante destacar que serão mantidas as exigências de segurança para as operações do aeroporto, como já ocorre, respeitando todos os requisitos regulatórios demandados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Prevenção e solidariedade

A Infraero ressalta que desde o início da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o Aeroporto de Congonhas segue operando, sem interrupção na prestação de serviço aeroportuário, conforme as normas do setor. O terminal conta com uma série de medidas para garantir a segurança dos passageiros e empregados no combate ao vírus. Todas elas em consonância com as determinações do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), além de órgãos estaduais e municipais de Saúde.

O aeroporto adotou todos os protocolos de higienização e segurança de passageiros e funcionários. Além disso, a Infraero intensificou a limpeza do aeroporto; ampliou a oferta de itens de higiene. A empresa reforça ainda a orientação para que as pessoas mantenham distância recomendada pelo Ministério da Saúde entre uma e outra. Ao passageiro, a orientação é de antes de se deslocar ao aeroporto, verificar diretamente com a companhia aérea se a programação do voo está mantida ou foi alterada.

Compartir noticia:
Fuente: Infraero
Input your search keywords and press Enter.