Ahora leyendo:
Air Europa aumentará capacidade em SP; foco no corporativo
Toda la noticia 4 minutes read

Air Europa aumentará capacidade em SP; foco no corporativo

A Air Europa aumentará sua capacidade no Brasil a partir de maio. A principal rota da companhia espanhola no País, em Guarulhos, terá substituição dos Dreamliners: o B787-8 dará lugar ao B787-9, incrementando 37 assentos no voo diário, 12% mais do que o atual. Desse total, a classe executiva ganha dez assentos, o que faz os diretores da companhia aérea acreditarem ainda mais no cumprimento da meta de 10% a 12% de alta em receita em nosso mercado em 2019 ante 2018.

O diretor comercial Imanol Pérez e o diretor de Receita e Precificação, Juan López, estão em São Paulo para firmar o compromisso nesse que é um dos cinco maiores mercados da aérea mundialmente, com 300 mil pessoas transportadas por ano. O passageiro corporativo é o principal responsável pela média de 90% de ocupação registrada em 2018 pela Air Europa. É nele que está o maior foco da companhia. A troca do A330 pelo B787-800, em março, impactou imediatamente em demanda dos viajantes a trabalho.

CABINES PREMIUM EM ALTA
«Tivemos 77% de ocupação na classe business, uma taxa alta e ainda em crescimento. Quando notamos o passageiro disposto a pagar mais pelo bilhete é que sentimos que o produto realmente está tocando, pois caso contrário viveríamos à base de ofertas, o que não é o caso da Air Europa», aponta Imanol Pérez. «O passageiro corporativo é nosso termômetro e ele está indicando que deu certo. Crescemos 7% na receita com cabine premium no Brasil em 2018», completa o diretor comercial, ressaltando que cada vez mais TMCs e agências corporativas receberão visitas da equipe do country manager da aérea para o Brasil, Gonzalo Romero, e da gerente comercial Claudia Shishido.

Os canais off-line representam 85% da venda de Air Europa no Brasil. «Nossa grande virtude no País é justamente a proximidade entre nossa equipe e o mercado, e a unificação em São Paulo só vai nos favorecer», conclui Imanol Pérez, a respeito da mudança de Salvador, onde ficava o escritório brasileiro, para São Paulo. «Somos um player cada vez mais forte na concorrência pela ligação Brasil-Europa. Nos posicionamos como uma companhia de rede, jamais competiremos com preço e sim com ligação e produto.»

VANTAGENS NO CORPORATIVO
Os diferenciais apresentados ao passageiro corporativo, além do upgrade para uma aeronave mais rápida, silenciosa, com assentos full flat, wi-fi e streaming é a conexão em Madri. Mais de 70% dos brasileiros que voam de Air Europa não têm a capital espanhola como destino final, conectando a um dos 16 destinos domésticos ou 20 destinos em Europa e África oferecidos a partir do hub.

«O horário é perfeito para o passageiro que embarca de São Paulo, que chega às 5h30 na Espanha. Ele faz a maioria das conexões em torno de duas horas. Em Madri temos praticamente dois hubs, em dois turnos de conexões», afirma Juan López. Sevilha e Astúrias, no doméstico, Alghero, Atenas, Copenhague e Estocolmo, na Europa, além Casablanca e Tunis, na África, ampliam esse portfólio de conexões a partir deste ano. «Outro ponto de partida para nossa arrancada no corporativo foi o investimento em serviço, iniciado há dois anos, sempre com pelo menos um comissário brasileiro a bordo, além de programa de fidelidade individual e os pacotes especiais para TMCs, que iniciaremos em breve.»

A Air Europa se aproxima do passageiro corporativo também por meio dos eventos. A companhia é mantenedora da Alagev e marcará presença no Lacte 14, além de patrocinar o Fórum PANROTAS 2019, ciente da importância do mercado para geração de receita no Brasil…

Compartir noticia:
Input your search keywords and press Enter.