Ahora leyendo:
Demanda doméstica em março foi a pior dos últimos 6 meses; queda no trimestre é de 32%
Toda la noticia 2 minutes read

Demanda doméstica em março foi a pior dos últimos 6 meses; queda no trimestre é de 32%

A segunda onda da pandemia de Covid-19 provocou impactos significativos nos números na aviação comercial no mês de março. O setor registrou uma queda de mais de 26% na demanda (RPK) na comparação com fevereiro, apresentando o pior resultado desde setembro do ano passado. Na comparação com março de 2020, a retração foi de 32,5%. Na soma dos três primeiros meses de 2021, considerando a mesma comparação, a queda é de 32,4% no indicador.

Já a oferta de voos no mercado doméstico (calculada em assentos quilômetros ofertados – ASK) também apresentou queda durante o mesmo período comparado, de 27,2% no terceiro mês do ano e de 28,5% no acumulado. Em março de 2021, foram transportados 3,2 milhões passageiros no mercado doméstico e 5 milhões um ano antes, quando já se começa a sentir os efeitos da pandemia, o que representa queda de 37,8% no primeiro trimestre deste ano ante igual período de 2020.

Ao contrário dos outros indicadores apresentados, o transporte de carga e correio no mercado doméstico obteve resultado positivo em março deste ano. Com 32,2 toneladas transportadas, o indicador somou alta de 6,2%. No entanto, o volume de carga e correio transportado fechou o trimestre com perda de 10% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Em março deste ano, a Azul foi a empresa com a maior participação no mercado doméstico, com 40,7%, e, entre as companhias com maior porcentagem em participação, a única a apresentar crescimento com alta de 11,2%. Na sequência vieram Gol (32,3%) e Latam (26,4%), que apresentaram retração na demanda na comparação com o mesmo mês de 2020, de 40,8% e 53%, respectivamente…

Compartir noticia:
Input your search keywords and press Enter.