Ahora leyendo:
Entrevista a Eduardo Bernardes, Vice-Presidente de Vendas e Marketing da GOL
Toda la noticia 5 minutes read

Entrevista a Eduardo Bernardes, Vice-Presidente de Vendas e Marketing da GOL

Os voos para Orlando e Miami retornam em maio. As frequências já estão definidas, mas elas poderiam ser expandidas no futuro?

Neste momento serão 4 voos semanais entre Brasília e Miami e outros 4 entre Orlando e Brasília. Ambas as rotas terão frequência diária de voos a partir de julho e são operadas com a mais moderna aeronave da frota da GOL, o Boeing 737 MAX, que, em configuração internacional, tem capacidade para 176 passageiros. Essas aeronaves são equipadas com GOL Online, plataforma de entretenimento gratuito, que oferece uma variedade de filmes, séries e documentários e TV ao Vivo, tudo por meio de acesso Wi-Fi diretamente no aparelho de cada cliente.

Os dois voos saem exclusivamente de Brasília neste momento, mas quando poderemos ter voos da GOL para os EUA a partir de outras cidades como Manaus ou Fortaleza?

A GOL ainda planeja as melhores datas para o retorno à Flórida também a partir de Manaus (MAO) e Fortaleza (FOR). Como reforçamos em todas nossas comunicações, a retomada internacional está sendo conduzida de maneira minuciosa desde novembro e seguiremos desta forma. A escolha por Brasília como ponto de partida para as bases de Orlando e Miami também se dá por esta razão. A geografia privilegiada da capital nacional, localizada em posição central do Brasil, favorece os Clientes oriundos dos Estados Unidos que pretendem visitar as regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste do país. Brasília está, em média, a 1h40 de avião de cidades que são portas de entrada para inúmeros paraísos do turismo na costa e no interior brasileiros, como Manaus, Belém, Fortaleza, Natal, Recife, Maceió, Salvador, Goiânia, Cuiabá, Campo Grande e Belo Horizonte. Nossos voos para os Estados Unidos estão desenhados para conectar, com muita agilidade, em Brasília a partir de aeroportos centrais, como SDU e CGH, e chegar à Florida ainda no horário de check-in dos hotéis.

Tanto Orlando como Miami são destinos muito populares para latino-americanos. No caso do Brasil, como essas rotas eram operadas antes da pandemia e quais são as projeções para essa retomada, especialmente em relação ao número de passageiros nas aeronaves em que operam?

A Flórida, em general, é um destino muito procurado pelos latino-americanos. Orlando e Miami estão no topo dos destinos internacionais mais apreciados pelos brasileiros, e é com grande expectativa que a GOL retoma seus voos para os Estados Unidos, destinos operados pela Companhia desde 2018. A procura por estes voos sempre foi muito grande, com nível alto de ocupação dos voos. Desta forma, devido à demanda represada e à expectativa dos brasileiros de viajar novamente para destinos internacionais após de mais de dois anos sem voos regulares para a Flórida, temos visto que a retomada terá números muito satisfatórios, o que nos anima para ampliar a oferta no momento mais oportuno.

O acordo com a American também tem sua contribuição em relação a estas novas rotas?

A parceria com a American Airlines é fundamental para garantir maior conectividade para outros cidades dos Estados Unidos para nossos Clientes. A partir de Miami e Orlando, os passageiros GOL provenientes de Brasília poderão viajar para 34 destinos nos EUA em voos da nossa parceira. Além disso, nosso objetivo também é atender com excelência e agilidade os passageiros que, a partir das bases da American, poderão conectar em Orlando ou no hub de Miami, além de utilizar a vasta malha aérea da GOL a partir de Brasília para chegar rapidamente a destinos turísticos surpreendentes no nosso país. Outro ponto a se destacar da parceria é que os programas de fidelidade também fazem parte do acordo, ou seja, os clientes Smiles podem usufruir de benefícios do AAdvantage® da AA e vice-versa.

Em geral, como está a evolução da retomada das rotas internacionais e quais são as projeções da Companhia para 2022?

A recuperação das nossas rotas internacionais está muito satisfatória. Desde novembro, quando os primeiros voos para Montevidéu (MVD), Cancún (CUN) e Punta Cana (CUJ) foram operados, temos ampliado as cidades para as quais voltamos a voar e já temos também operações para Assunção (ASU) e Santa Cruz de la Sierra (VVI), retomadas no último mês. No início do ano, reiniciamos o trecho entre Belém (BEL) e Paramaribo (PBM), com um voo semanal muito importante a conexão dos moradores da região Norte do Brasil. Teremos também para este ano a retomada para todas as cidades argentinas operadas antes da pandemia, com o retorno de voos diretos para Mendoza (MDZ), Córdoba (COR) e Rosário (ROS). Lembrando que desde dezembro os voos para Buenos Aires já foram retomados, desta vez para o Aeroparque (AEP), o aeroporto central de Buenos Aires, muito mais conveniente para os nossos passageiros. Com todas essas boas notícias, a taxa de ocupação dos nossos voos internacionais fechou abril com 87,4%, relativamente maior à registrada em abril de 2019, que foi de 78,4%.

Como ponto adicional às respostas, a GOL também vai oferecer nas rotas entre Brasília e a Flórida, bem como em outros trechos internacionais, uma classe diferenciada, chamada GOL Premium Economy, que que traz mais comodidade à viagem, como a poltrona do meio bloqueada e mais espaço para as pernas, compartimento de bagagem de mão exclusivo, serviço de bordo diferenciado, e outras vantagens.

Compartir noticia:
Fuente: ALN News
Input your search keywords and press Enter.