Ahora leyendo:
GOL Divulga Resultados do Primeiro Trimestre de 2022 e Confirma a Forte Retomada da Demanda no Segmento Corporativo
Toda la noticia 13 minutes read

GOL Divulga Resultados do Primeiro Trimestre de 2022 e Confirma a Forte Retomada da Demanda no Segmento Corporativo

A GOL Linhas Aéreas Inteligentes S.A. (“GOL” ou “Companhia”) (B3: GOLL4 e NYSE: GOL), a maior Companhia aérea doméstica do Brasil, disponibilizou o seu resultado consolidado do primeiro trimestre de 2022 (1T22). No primeiro trimestre, a Companhia permaneceu focada na redução estrutural de custos por meio da aceleração da transformação de sua frota, diluição de custos fixos e demais iniciativas.
Todas as informações nesse release são apresentadas em Reais (R$), de acordo com as normas internacionais de contabilidade (IFRS) e com métricas ajustadas, disponibilizadas para possibilitar a comparabilidade desse trimestre com o mesmo período do ano anterior (1T21). Indicadores ajustados (recorrentes) excluem os gastos não recorrentes relacionados ao resultado do trimestre, e estão detalhados nas respectivas tabelas.
Paulo Kakinoff, Diretor-Presidente, disse: “Nossa capacidade de emergir de uma das piores crises da história do setor aéreo como uma empresa mais competitiva e com bons resultados é uma prova do nosso flexível modelo de negócios, que nos permite rápida adaptação à dinâmica atual do mercado. Quando combinadas com a execução de nossa experiente Equipe de Águias, essas vantagens competitivas continuarão a impulsionar o crescimento sustentável de nossas vendas no longo prazo.”
Destaques dos Resultados do Primeiro Trimestre de 2022

  • O número de Passageiro-Quilômetro Transportado Pago (RPK) aumentou 46,5%, enquanto o total de Assento- Quilômetro Ofertado (ASK) cresceu 44,4%;
  • A Receita Líquida mais do que dobrou para R$3,2 bilhões. A Receita Auxiliar, principalmente alavancadas pelas unidades de negócio SMILES e GOLLOG, cresceu 37,9% para R$209 milhões;
  • A taxa de ocupação média (load factor) aumentou 1,1 pp para 81,0%. A taxa de ocupação doméstica evoluiu

1,3 pp para 81,2%, enquanto a taxa de ocupação internacional totalizou 75,6%;

  • A utilização das aeronaves foi de 11 horas por dia, um ganho de 13,4% na produtividade;
  • O número de passageiros transportados pela GOL cresceu 49,5% para 6,7 milhões, que foi equivalente a 73,4% do registrado no 1T19;
  • A Receita Líquida por Assento-Quilômetro Ofertado (RASK) evoluiu 42,2% para R$31,85;
  • O yield médio por passageiro cresceu 45,2% e registrou um recorde de R$36,77 para um primeiro trimestre;
  • O Custo por Assento-Quilômetro recorrente aumentou em 6,5% para R$30,06,. O CASK Combustível cresceu 47,4% para R$11,93, devido à majoração de 60% nos preços do querosene da aviação (QAV);
  • O EBIT recorrente totalizou R$181,4 milhões, enquanto o EBITDA recorrente foi de 542,2 milhões;
  • O Lucro Líquido foi de R$2.6 bilhões, ou lucro por ação de R$6,58 e lucro por ADS de US$2,52, principalmente decorrente das variações cambiais e monetárias;
  • A geração de caixa operacional totalizou R$1,8 milhão/dia, incluindo entradas e saídas operacionais e pagamentos de arrendamento. Ao final do primeiro trimestre, a liquidez atingiu R$3,3 bilhões, excluindo ativos não onerados;
  • A relação dívida líquida (incluindo 7x os pagamentos de arrendamento anuais e excluindo o bônus perpétuo) sobre o EBITDA recorrente UDM foi de 10,1x em 31 de março de 2022, um aumento de 0,4x em relação à posição de 31/12/2021, principalmente em função do recebimento de 8 aeronaves devido à aceleração da transição para uma frota 737 MAX.

Comentários da Administração
Os fortes resultados da GOL são consequência do seu contínuo investimento em ser a melhor Companhia para viajar, trabalhar e investir, e refletem o capital social acumulado ao longo de duas décadas de colaboração com seus Clientes, Time de Águias, fornecedores e investidores.
Crescimento Consistente das Vendas e Foco em Yields de Passageiros Sustentáveis

A receita líquida com o transporte de passageiros cresceu significativamente no primeiro trimestre devido à forte e continuada recuperação no mercado doméstico. Em janeiro e fevereiro, os patamares de comercialização superaram o mesmo período pré-pandêmico em 2019 em 10% e 30%, respectivamente – valores que expandiram ainda mais para 60% em março de 2022, alavancados pelo aumento de 63% nas vendas para o segmento corporativo e o estímulo para as viagens combinadas com lazer denominadas como viagens de bleisure. Esse crescimento foi impulsionado pelo reajuste nos preços das passagens decorrente do aumento nos preços do QAV.
Em janeiro, a GOL atingiu 38,5% de participação no mercado doméstico e teve regularidade de 99,7%. Isso foi possível pela postura diligente em termos de gestão de capacidade nos meses anteriores. A Companhia cresceu sua capacidade em 14,7% relativamente ao 4T21, com a retomada mais robusta nos principais aeroportos brasileiros, como o de Congonhas, significativo polo de passageiros corporativos, que são essenciais para o fortalecimento de rentabilidade.
A partir de 27/3, começaram a vigorar mudanças importantes na malha da GOL, desenhada para possibilitar a retomada vigorosa do segmento corporativo. A Companhia incrementou a oferta em cerca de 30% no aeroporto de Congonhas, e em 100% no de Curitiba. O hub em Salvador teve o lançamento de 10 novos destinos: Belém, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Goiânia, Palmas, Porto Alegre, Recife, São Luis e Campinas, representando um aumento de 33% em número de decolagens comparado ao 1T19.
“Acreditamos fortemente que essa nova malha, cautelosamente estudada nos últimos meses e em operacionalização nesse exato momento, nos posicionará para servir o atual crescimento da demanda – especialmente no segmento corporativo. Nossa frota com um único tipo de aeronave é um enorme diferencial competitivo, pois nos assegura grande flexibilidade para rápidos ajustes à nossa malha,” comentou Celso Ferrer, Diretor Vice-Presidente de Operações.
Aceleração da Transição de Frota para o 737 MAX e Iniciativas Ambientais Relacionadas

No primeiro trimestre a Companhia recebeu oito novas aeronaves Boeing 737 MAX-8. A transformação da frota para uma nova e mais eficiente tecnologia, tem papel fundamental na estratégia da GOL para os próximos anos, pautada pelo incremento de produtividade e pela eficiência de custos. Essas novas aeronaves apresentam economia de combustível em 15%, menor emissão de carbono em 16%, 30% menos ruído e maior alcance comparativamente ao Boeing 737 NG.
Dentre os oito recebimentos de 737 MAX, três aeronaves estão sob a modalidade de arrendamento financeiro — reinaugurando o portfólio de aeronaves financiadas da GOL, o qual deverá expandir-se para 50% a 60% nos próximos anos.
“O Boeing 737 é vital para nossa liquidez de longo prazo. Esta nova aeronave gera resultados operacionais mais eficientes” comentou Richard Lark, Diretor Vice-Presidente Financeiro.
Gestão da Liquidez e da Estrutura de Capital

O principal foco da GOL durante a pandemia foi em manter o equilíbrio em sua estrutura de capital, utilizando vários recursos de liquidez para manter seus passivos em patamares sustentáveis, assim como reduzindo seus compromissos futuros para que ficassem inferiores aos seus pares na indústria. No trimestre, a preservação da força de trabalho da Companhia aliada à gestão diligente de capacidade permitiu uma operação eficiente na alta temporada, sem impactos de cancelamentos de voos decorrentes do aumento de casos da Ômicron. Com um balanço menos alavancado que os concorrentes, a GOL está mudando seu foco para melhorar a produtividade de sua frota e rentabilidade por meio de investimentos essenciais em Capex e o repagamento de passivos operacionais.
A liquidez da GOL totalizou R$3,3 bilhões ao final do 1T22. A dívida de curto prazo da Companhia foi R$721 milhões. A GOL não possui amortizações significativas de dívidas nos próximos doze meses, e tem linhas definanciamentos de longo prazo para a aquisição das novas aeronaves 737 MAX, parte relevante do plano de transformação de frota.
“Embora tenhamos observado um aumento na nossa alavancagem, decorrência da aceleração na transição da frota, estamos otimistas que a melhoria do EBITDA nos levará a uma relação dívida líquida/EBITDA de aproximadamente 8x ao final de 2022,” complementou Richard Lark.
Aprimorando a Experiência do Cliente e Mantendo a Segurança como Valor nº 1

Concomitantemente à forte recuperação da demanda e ao aumento do número de passageiros transportados, a GOL obteve um aumento significativo no seu NPS em 7 pontos para 45 — uma importante métrica de qualidade de serviço e a maior pontuação da Companhia desde a adoção do indicador.
Em janeiro, a GOL foi premiada pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) na categoria de ações de Safety & Security, um reconhecimento dos esforços contínuos da Companhia no sentido de fortalecer o seu valor nº 1 – Segurança. Esse prêmio da InovANAC tem como objetivo estimular a cultura da inovação na aviação civil, premiando ideias e práticas inovadoras que promovam a segurança operacional.
GOL e American Airlines Concluem Acordo

Em 13 de abril de 2022, aconteceu o fechamento do acordo de codeshare exclusivo entre a GOL e American Airlines, incluindo um investimento da American na GOL no montante de US$200 milhões (R$948,3 milhões) em 22,2 milhões de novas ações preferenciais recém-emitidas pela Companhia, refletindo uma participação de 5,3% nos direitos econômicos derivados das ações da GOL. Foi concedido à American Airlines o direito de indicar um membro do Conselho de Administração da Companhia pelo prazo de exclusividade previsto na transação. No contexto desse aumento de capital, os acionistas da GOL terão direito de proporcionalmente subscrever ações preferenciais até 13 de maio de 2022.
“A nova parceria exclusiva entre a GOL e a American Airlines vai aprimorar ainda mais a experiência de viagem de nossos Clientes, principalmente nas rotas que conectam as Américas do Sul e do Norte. O codeshare existente, em vigor desde fevereiro de 2020, já representava a maior malha aérea das Américas, permitindo que nossos passageiros se conectem convenientemente a mais de 30 destinos nos Estados Unidos,” comentou Eduardo Bernardes, Diretor Vice-Presidente de Vendas, Marketing e Clientes.
Smiles: O Programa de Fidelidade da GOL

A receita bruta da Smiles cresceu 103,7% na comparação anual e 15,4% sequencialmente para R$900,0 milhões. Destaca-se o aumento de 43,6% em relação ao valor pré-pandemia comparável no 1T19. As milhas acumuladas no programa totalizaram 49,5 bilhões no 1T22, evolução de 150,7% e 73,6% em relação ao 1T21 e 1T19, respectivamente, ratificando o contínuo fortalecimento dos parceiros e a crescente participação do programa de milhagens.
Contrato Histórico de Serviços de Carga e Logística com o Mercado Livre

Essa parceria representa um novo marco para Companhia ao inaugurar uma frota dedicada de cargueiros composta por seis Boeing 737-800 BCF, que deverão iniciar operações no segundo semestre de 2022, com a opção de adicionar outras seis aeronaves de carga até 2025, chegando a um total de doze aeronaves. Parte das aeronaves utilizadas serão convertidas na GOL Aerotech, unidade de manutenção da Companhia.
Como consequência, a GOLLOG planeja expandir sua gama de serviços e aumentar em 80% a sua capacidade disponível em toneladas durante 2023, gerando aproximadamente R$100 milhões de receita incremental em 2022, e mais de R$1,0 bilhão nos próximos cinco anos.
O plano de frota da GOL é encerrar esse ano com 136 aeronaves, sendo 44 Boeing 737 MAX-8 e 92 Boeing 737 NG. A conversão das seis aeronaves de carga deverá proporcionar economias no processo de transformação da frota em aproximadamente R$25 milhões em 2022 e demais R$75 milhões em 2023.
“Nossa operação de cargas inaugura um novo capítulo empolgante para a GOL e a GOLLOG, ao integrar nossas sinergias de empresa aérea de menor custo da região com as necessidades do Mercado Livre, a maior plataforma de e-commerce da América Latina. Essa parceria não apenas aumenta a produtividade das aeronaves da GOL, como também traz alto valor agregado e ajudará a democratizar os serviços logísticos para todos os brasileiros,” concluiu Kakinoff.
Iniciativas ESG

Atualmente, todos os nossos voos dos trechos Recife – Fernando de Noronha e Congonhas – Bonito têm todo o carbono emitido inteiramente compensado pela parceria GOL e MOSS. Para a compensação voluntária de emissões dos outros trechos – em coordenação com as Equipes de Frota e Suprimentos, Marketing, Produtos e Aeroportos – a Companhia lançou mais uma facilidade para todos os seus Clientes. Agora, as passagens emitidas no check-in contam com um QR Code no verso, que direciona para o site da MOSS, no qual os Clientes poderão calcular e compensar suas pegadas de carbono em qualquer voo da GOL.
No início de abril, durante o evento da IATA (International Air Transportation Association) “Wings of Change” em Santiago, Chile, a GOL ratificou sua participação no 25by2025, iniciativa global da indústria de aviação para ampliar a participação feminina na indústria. Atualmente, a Companhia possui 35,3% de sua liderança composta por mulheres.
Sustentabilidade

A GOL tem investido em diversas iniciativas para a redução dos seus impactos ambientais, com destaque para a gestão das emissões de gases de efeito estufa. A Companhia foi a primeira empresa aérea da América Latina a estabelecer o compromisso de zerar as emissões líquidas de CO2 até 2050.
A GOL participa de discussões do Programa de Combustível do Futuro, e mais precisamente do Subcomitê ProBioQAV, que enfoca soluções para o combustível de aviação. Atualmente, a Companhia tem nove fornecedores de SAF mapeados. O tema é tratado em conjunto com a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) e a Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA), que articulam posicionamentos do setor, incluindo sobre o PL 1873/2021.
Em 2022 a GOL entrou no segundo ano da sua Universidade Corporativa, a Academia de Águias, que representa uma evolução na aprendizagem na Companhia por meio da integração de dez núcleos de educação, concentrando as estratégias de capacitação e desenvolvimento alinhadas aos objetivos do negócio. Por meio da Academia, ela já superou 1.540.000 horas de capacitação em diversas modalidades, para áreas administrativas e operacionais, alcançando uma média superior a 100 horas de treinamento por Colaborador.

 

Mais Informações sobre o Resultado e Teleconferência com Imprensa

Informações mais detalhadas sobre o resultado do 1T22 estão disponíveis no nosso website de relações com investidores. Nesse endereço estão também disponíveis os vídeos com a apresentação dos resultados, análise financeira e as respostas a algumas perguntas recebidas anteriormente, de forma a reservar mais tempo para perguntas e respostas nas teleconferências.

Compartir noticia:
Fuente: GOL
Input your search keywords and press Enter.