Ahora leyendo:
Luiz Teixeira, o Tex, deixa a Delta Air Lines — e vai para a Gol
Toda la noticia 3 minutes read

Luiz Teixeira, o Tex, deixa a Delta Air Lines — e vai para a Gol

Segundo funcionário contratado pela Delta Air Lines no Brasil, lá nos idos de 1997, quando a companhia aérea americana iniciou operações no País, Luiz Henrique Teixeira, que o trade passou a chamar de Tex, encerra agora em julho “este livro de 23 anos, ou melhor, capítulos” em sua vida, de acordo com suas próprias palavras. Ciclo encerrado com muitas conquistas e desafios, mas um novo livro começa a ser escrito no dia 5 de agosto, quando ele assume a posição de country manager da Gol Linhas Aéreas nos Estados Unidos.

Sim, Teixeira e a família (a esposa Regina e a filha Sophia) se mudarão para Orlando no final do mês. E ele falou ao Portal PANROTAS sobre esses 23 anos de Delta, mais de 30 de Turismo e as conquistas que ficarão para sempre. “É uma mistura de emoções. A tristeza e a saudade das pessoas e da empresa que me acolheu por 23 anos, a alegria do novo desafio, a ansiedade por mudar de país com a família, o que tem me rejuvenescido, confesso… tem sido uma experiência incrível e só tenho a agradecer”, sintetizou.

O COMEÇO NO TURISMO
Luiz Teixeira entrou na Varig em 1983 e seu chefe, vejam vocês, era Cássio Salles de Oliveira, com quem Tex trabalhou em contato direto nas empresas por onde passou. Cássio, ao lado de Carlos Vazquez, ex-Esferatur, e Duda Vasconcellos, da Kontik, são, segundo ele, três “brothers” que ele fez nessa trajetória e que leva para a vida (sobre os gurus e mentores falaremos a seguir).

Depois da Varig passou pela Expansão (empresa que não existe mais) e ficou apenas um dia na Flytour. “Cheguei para trabalhar mas tinha um recado para eu comparecer ao escritório da American Airlines para pegar um pacote”, relembra.

O “pacote” era um bilhete para os Estados Unidos, onde fez uma entrevista para o time do Sabre no Brasil. Foi aprovado e começou na AA/Sabre, com a benção e aval de Elói D’Ávila de Oliveira. “Ele entendeu que a oportunidade era muito boa”. Elói, aliás, é um dos mentores e gurus que Teixeira faz questão de citar e agradecer nessa entrevista à PANROTAS. Quem o conhece e acompanha sabe que os outros dois, obviamente, são Juarez Cintra, da Ancoradouro, e Goiaci Guimarães, então da Rextur, que aparecerão mais para frente com papeis decisivos na trajetória do executivo.

Após a experiência no Sabre (nessa época a American era dona do GDS e não havia distinção de equipes, portanto, ele era funcionário AA), Luiz Teixeira passou pela Hertz e pelo Favecc, entidade que deu origem à atual Abracorp…

Compartir noticia:
Input your search keywords and press Enter.