Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Ahora leyendo:
Mulheres representam mais de 60% dos executivos contratados pela LATAM no Brasil em 2022
Toda la noticia 3 minutes read

Mulheres representam mais de 60% dos executivos contratados pela LATAM no Brasil em 2022

Mulheres representam mais de 60% dos executivos contratados pela LATAM no Brasil em 2022. É isso o que aponta o levantamento da companhia sobre os processos seletivos do último ano para mais de 100 cargos de nível gerencial e diretivo. Além disso, a companhia encerrou o ano com a maior representatividade de negros da sua história nas equipes de tripulação de cabine.

Para se tornar mais diversa e inclusiva, a LATAM trabalhou em diversas frentes no último ano, como na capacitação para sensibilização de todos os colaboradores sobre o tema diversidade, implantação de processos seletivos inovadores e, finalmente, na definição de seus compromissos de Diversidade e Inclusão. São eles: garantir a equidade de oportunidades e mais equilíbrio na representatividade de mulheres; ter representatividade de pessoas com deficiência; ampliar a heterogeneidade em áreas profissionais para aumentar o multiculturalismo e criar mais espaços para maior diversidade social, étnica, raça/cor, educacional, etária, de gênero, etc; e desenvolver uma cultura mais global e fortalecida pelas diferenças entre os colaboradores e colaboradoras do grupo LATAM.

OUTRAS CONQUISTAS

Em 2022, a LATAM também passou a dar prioridade à inclusão de pessoas LGBTQIAP+, mulheres, profissionais com deficiência e negros em todos os seus processos seletivos. Um exemplo disso, foi o seu primeiro processo 100% online para a seleção de novos tripulantes de cabine, permitindo que mais pessoas de diferentes regiões do Brasil tivessem acesso às oportunidades. O processo também foi realizado com mudança no nível de exigência do idioma estrangeiro (inglês e espanhol), que passou de “obrigatório” para “desejável”, possibilitando que os candidatos fossem avaliados prioritariamente por suas competências técnicas e comportamentais para o exercício da função de tripulante de cabine. Com essas mudanças, a companhia recebeu candidaturas de pessoas de 22 dos 27 estados brasileiros e concluiu as contratações, contemplando 31% de novos tripulantes contratados negros, algo nunca visto na história da LATAM. A profissão de comissário(a) de voo está em constante evolução e os novos contratados da LATAM já evidenciam isso.

Mais recentemente, em dezembro, a companhia admitiu para a área de Manutenção Aeronáutica no Brasil o seu primeiro grupo de estagiários com foco na inclusão, com quase 80% de pessoas pertencentes a grupos sociais considerados minorizados entre os selecionados.

Compartir noticia:
Fuente: LATAM
Input your search keywords and press Enter.