Ahora leyendo:
Infraero cede imóvel para a Secretaria de Saúde de SC
Toda la noticia 3 minutes read

Infraero cede imóvel para a Secretaria de Saúde de SC

Com o objetivo de contribuir no combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Infraero cedeu temporariamente um imóvel, em Joinville, para a Secretaria de Saúde de Santa Catarina. No local funcionarão unidades que atendem aos recém-nascidos da Maternidade Darcy Vargas, preservando mais isolados os pacientes que fazem a recuperação no hospital e evitando contágio com o Covid-19. O imóvel, cujo terreno mede 722 m², está localizado na Rua Plácido Gomes, 626, no bairro Anita Garibaldi.

Diretor de Soluções Jurídicas e Administrativas da Infraero, Gilvandro Vasconcelos Araújo explica que o imóvel iria a leilão mas que, devido à urgência do pleito pela utilização do espaço, a venda foi suspensa e o mesmo permanecerá cedido enquanto persistir a pandemia causada pelo novo coronavírus, e enquanto estiver válido o Decreto 525/2020, que estabelece o estado de calamidade pública. A solicitação para uso do imóvel foi feita pelo senador Jorginho Mello.

“Para a Infraero, é gratificante poder contribuir com a sociedade para além da infraestrutura aeroportuária, num momento em que a união de esforços é crucial para superarmos esse grande desafio posto em razão do Covid-19″, afirmou Gilvandro Vasconcelos Araújo.

O superintendente do Aeroporto de Joinville, Rones Heidemann, lembra também da contribuição da Infraero no âmbito do terminal Lauro Carneiro de Loyola para coibir a disseminação do novo coronavírus. “Adotamos inúmeras medidas que visam à segurança dos passageiros e funcionários do aeroporto no combate à pandemia do Covid-19; todas em consonância com as diretrizes do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), além de órgãos estaduais e municipais”, detalha o superintendente.

Ajustes na malha

Por conta da nova malha aérea, em vigor desde 28 de março, o aeroporto está sem voos comerciais regulares no mês de abril, mas continua aberto e operacional. Mesmo assim, Heidemann conta que o terminal catarinense adotou todos os protocolos de higienização, intensificando a limpeza de áreas comuns do aeroporto, como:

– banheiros,

– cadeiras de rodas,

– botões de elevadores,

– maçanetas, e

– corrimões.

Também foi ampliada a disponibilização de itens de higiene, como sabão, papel toalha e álcool em gel em todo o terminal. Assim como para os passageiros, para os profissionais que trabalham no aeroporto, a Infraero ampliou a disponibilidade de álcool gel para complementar a higienização das mãos. De modo preventivo, todas as lojas, restaurantes e lanchonetes do aeroporto estão fechadas.

Além disso, desde o dia 24 de janeiro, o terminal está veiculando avisos sonoros da Anvisa em quatro idiomas, sobre cuidados relativos à higienização de mãos, distanciamento entre pessoas, e demais orientações de prevenção ao Covid-19. Vídeos de orientação do Ministério da Saúde e da Infraero também estão sendo veiculados nas telas do Sistema de Informação de Voos, bem como mídias aeroportuárias.

Compartir noticia:
Fuente: Infraero
Input your search keywords and press Enter.