Ahora leyendo:
Confins melhora serviços e pode reajustar tarifas
Toda la noticia 2 minutes read

Confins melhora serviços e pode reajustar tarifas

Quem vencer o leilão de Confins, marcado para o mês que vem, vai pegar um aeroporto mais arrumadinho do que pegaria no início do ano. Do primeiro para o segundo trimestre deste ano, o terminal saltou da 10ª para a 4ª posição no ranking de avaliação dos 15 maiores aeroportos do Brasil, feito pela Secretaria de Aviação Civil (SAC). O terminal ultrapassou Campinas, Guarulhos, Congonhas, Salvador, Porto Alegre e Recife.

Quanto maior a nota de avaliação dos consumidores, maior a margem para o gestor elevar as tarifas. O gatilho para reajuste está previsto no edital para a concessão de Confins e diz que, quando a qualidade dos serviços subir, os preços também podem ficar mais caros. O Galeão, que será leiloado em 22 de novembro junto com o Confins, também melhorou o desempenho às vésperas da concessão. Saltou da 14ª para a 9ª posição.

De janeiro a março, dos 41 itens avaliados, Confins ficou abaixo da média em 35 deles. De abril a junho, só perdeu para a média nacional em seis itens. Na escala de um a cinco pontos, a nota geral do país foi de 3,81, a mesma da medição anterior. E Confins, que havia perdido média no primeiro trimestre (3,61), agora subiu a pontuação para 4,01. Os três aeroportos que já estão nas mãos da iniciativa privada mantiveram pontuações abaixo da média nacional. Brasília se manteve na 12º posição, Campinas subiu do 9º para o 7º lugar e Guarulhos caiu da 8ª para a 13ª colocação.

BH. Dos 41 itens avaliados pela SAC, o terminal de Confins melhorou a colocação em 38, ficou estável em um (satisfação geral), e só perdeu pontos em dois: acesso a internet Wi Fi e valor dos estabelecimentos comerciais. "Nosso levantamento de abril a junho "“ o segundo que realizamos "“ aponta que começaram a haver algumas iniciativas nos aeroportos que…

Compartir noticia:
Input your search keywords and press Enter.