Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Ahora leyendo:
Congonhas mais Azul: companhia mais que duplica a presença no aeroporto da capital paulista
Toda la noticia 8 minutes read

Congonhas mais Azul: companhia mais que duplica a presença no aeroporto da capital paulista

A Azul, maior companhia aérea do Brasil em número de voos e cidades atendidas, conquista mais um importante passo na sua história e mais que duplica a operação no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, um dos mais importantes do país. Com isso, a companhia passará a oferecer voos regulares partindo do coração da capital paulista para Brasília (DF), Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Recife (PE) e Rio de Janeiro (RJ). As vendas se iniciam nesta quarta-feira, dia 30 de novembro de 2022. A nova operação terá início em 26 de março de 2023.

Seguido do aumento de capacidade no aeroporto de Congonhas, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) anunciou esse mêsa nova distribuição de slots (autorizações de pousos e decolagens) no aeroporto. Com isso, a Azul mais que duplica sua presença histórica de operação no aeroporto, que era de 41 slots, e passa a operar 84 movimentos de pousos e decolagens a partir de março de 2023.

“Ampliar a presença da Azul em Congonhas era um desejo antigo da companhia. Nós já operamos um terço dos voos no país e temos mais de 300 rotas servindo todo o Brasil. O aumento da nossa malha em Congonhas vai, também, ampliar a presença da Azul no país inteiro e conectar cada canto do Brasil com CGH”, afirma John Rodgerson, CEO da Azul. O executivo também reforça que a medida, que abre espaço para a Azul e outras companhias atuarem no terminal, traz benefícios para o setor e para os Clientes. “Essa é uma forma de melhorar o aproveitamento do Aeroporto de Congonhas e gerar mais competitividade entre as companhias, beneficiando o Cliente, que ganha mais opções”, conclui.

Com a ampliação da Azul em Congonhas, os Clientes da companhia passam a ter novas possibilidades de conexões para todo o Brasil – Porto Alegre e Curitiba retomam a ligaçãodiretacom Congonhas pela Azul, que também amplia voos para Belo Horizonte e Recife, principais hubs regionais, de onde o Cliente pode se conectar com voos para diversas regiões do país. Além disso, haverá aumento dos voos da ponte aérea, ligação com o aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. A grande novidade é a rota Congonhas-Brasília, inédita na malha da companhia.

“As novas ligações vão trazer ainda mais conectividade para a malha da Azul. Imagina que, agora, um Cliente pode decolar de Francisco Beltrão, no interior do Paraná, chegar até Congonhas, fazer suas reuniões em São Paulo e retornar no mesmo dia”, exemplifica o CEO da companhia.

Fábio Campos, diretor de Relações Institucionais, explica que o aumento da presença da Azul em Congonhas trará benefícios ao Cliente, que terá mais opções e acesso ao serviço diferenciado da Azul. “Aplaudimos essa medida tomada em relação ao aeroporto de Congonhas, que provoca maior concorrência. Constatamos que a nossa entrada na ponte aéreaem 2019 reduziu o preço médio da tarifa e aumentou as opções de voo. Essa expansão significante agora ira mais uma vez beneficiar nossos clientes como um todo”, afirma.

Frota mais eficiente e moderna

A Azul escalou as aeronaves mais modernas da sua frota de 162 aeronaves para operar em Congonhas. A maior parte das aeronaves que vão cumprir as rotas – Airbus A320neo e Embraer– é de última geração, ou seja, têm o menor custo do mercado e são mais eco eficientes, já que consomem menos combustível e emitem menos CO2, além de serem mais silenciosas. Elas também oferecem o melhor entretenimento a bordo que existe no mercado.

A Azul é a única companhia aérea brasileira operando aeronaves com certificado de ruído estágio 5 da International Civil Aviation Organization (ICAO), um dos mais restritivos em relação ao limite de ruído que pode ser emitido pela aeronave. Isso significa que as aeronaves de nova geração garantem um nível de ruído menor durante todas as etapas de voo, colaborando com o conforto acústico de Clientes e Tripulantes e dos moradores do entorno dos aeroportos.

Companhia Aérea mais pontual do Brasil

Em outubro, a Azul foi reconhecida pela Cirium, empresa líder em análise de dados de aviação, como a companhia aérea mais pontual do Brasil e a segunda do mundo. É o quarto mês consecutivo e a sexta vez neste ano, que a companhia se destaca no relatório “The Airline On-Time Performance Report”, principal referência de dados no setor aéreo mundial. No décimo mês do ano, a Azul teve um índice de pontualidade de 89,39% no ranking “The most on-time Latin America Airlines – Mainline”, que afirma a liderança da companhia no Brasil, à frente de empresas tradicionais do mesmo segmento. Este número mostra, ainda, que a Azul tem apresentado uma constância positiva no País, que segundo o relatório, tem ocupado os melhores índices de pontualidade aérea.

O relatório de pontualidade da Cirium para companhias aéreas é a análise mais antiga do setor e monitora voos de empresas dos cinco continentes. A análise leva em conta informações de mais de 600 fontes de voos em tempo real, aeroportos, sistemas de distribuição global, dados de posição e autoridades de aviação civil, além das próprias companhias aéreas. Um voo é considerado pontual quando a aeronave chega ao portão de desembarque com menos de 15 minutos do horário estimado. Ao todo, o levantamento avaliou mais de 300 mil voos em todo o mundo, sendo 131 mil na América Latina.

Experiência Azul tem NPS recorde

A Azul também tem se destacado sucessivamente em seus indicadores de Net Promoter Score (NPS). No último mês, o NPS doméstico da companhia foi de 64,2 – o maior já registrado nos últimos quatro anos. Nos dez primeiros meses de 2022, o NPS acumulado da Azul é de 57,1.

Isso é reflexo do compromisso da companhia em oferecer a melhor experiência de voo para cada Cliente. Voar com a Azul é experimentar o diferencial do atendimento humanizado da companhia e, ao mesmo tempo, usufruir da conveniência das inovações tecnológicas propostas pela empresa.

Desde o check-in automático – no qual os Clientes recebem um contato da Azul diretamente no WhatsApp e recebem seu cartão de embarque por ali mesmo, o embarque com o Tapete Azul – tecnologia inédita e exclusiva que otimiza o processo de entrada nas aeronaves, até o serviço a bordo, que inclui Wi-Fi a bordo sem nenhum custo adicional, tv ao vivo com mais de 40 canais, revista Azul e, claro, o famoso serviço de bordo Azul, que oferece snacks e bebidas à vontade.

Segurança e aumento da capacidade em Congonhas

Em julho desde ano, a Infraero, solicitou à ANAC o aumento do número de pousos e decolagens em CGH de 41 operações/hora para 44 movimentos a partir de 26 de março de 2023. Ao todo, serão 582 voos comerciais por dia. Segundo a Infraero, até setembro de 2019, o aeroporto recebia cerca de 60 mil pessoas por dia.

Com o aumento de capacidade, o Congonhas deverá receber cerca de 500 passageiros a mais por hora para embarque ou desembarque no terminal.

O aumento para 44 pousos e decolagens/hora em CGH estava sendo analisado há dois anos pelas autoridades aeroportuárias e seguiu um parecer técnico da ANAC e Aeronáutica. Os investimentos realizados pela Infraero em infraestrutura e segurança permitiram ampliar a operação no aeroporto, que no passado já operou com mais de 52 movimentos/hora. Em 2020, o pavimento foi recuperado para aumentar capacidade drenagem e o rápido escoamento da água de chuva, aumento da aderência do pneu da aeronave ao pavimento e redução da possibilidade de aquaplanagem.

Em 2022, foi concluída uma nova área de escape na pista principal. A tecnologia denominada EMAS utiliza blocos de concreto que se deformam na batida, quando uma aeronave ultrapassa os limites do percurso de pouso e ajuda na desaceleração. O EMAS é adotado em aeroportos da Europa, Ásia e Estados Unidos e Congonhas foi o primeiro aeroporto da América Latina a contar com esse sistema.

“As melhorias no aeroporto de Congonhas pela Infraero foram significativas, tanto em relação à segurança das operações aéreas, quanto no terminal de clientes. Com isso, e depois de um processo minucioso de análise pela ANAC e Força Aérea, foi possível aumentar a capacidade do aeroporto com total segurança”, comenta Fábio Campos.

Confira, a seguir, como ficará a malha da Azul em Congonhas:

Compartir noticia:
Fuente: Azul
Input your search keywords and press Enter.