Ahora leyendo:
Infraero lança edital de licitação para modernizar exploração comercial de mídia aeroportuária em Congonhas
Toda la noticia 4 minutes read

Infraero lança edital de licitação para modernizar exploração comercial de mídia aeroportuária em Congonhas

A Infraero divulgou nesta segunda-feira (24/8) o edital de licitação para contratar um operador master de mídia aeroportuária, que fará a exploração comercial dos espaços publicitários e promocionais do Aeroporto de Congonhas por nove anos. O projeto envolve todos os pontos do terminal e faz parte da estratégia da empresa de adequar a exploração desse segmento às melhores práticas de mercado brasileira e internacional.

De acordo com o edital, serão 108 meses de contrato, contados a partir da assinatura, com valor mínimo mensal de R$ 2,96 milhões. Vence a disputa a empresa que oferecer o melhor valor mensal para a Infraero e que comprovar a documentação técnica exigida pela licitação. A partir da escolha da empresa e da assinatura do contrato, o operador master ocupará os espaços que já se encontram disponíveis. Os demais pontos terão seus respectivos contratos cumpridos com os concessionários atuais até o final da vigência dos acordos comerciais.

Ao final dos contratos remanescentes, os espaços serão liberados para o novo operador master, que poderá incluir ou retirar pontos no aeroporto conforme o Plano Geral de Mídia, que será apresentado à Infraero num prazo de 90 dias após a assinatura do compromisso. “Trata-se de um plano que irá prever a relação de pontos que serão explorados, as ações que serão implantadas, todos com projetos padronizados e especiais, com base em mídias integradas e em harmonia com o ambiente, buscando uma valorização do espaço e aprimorando o conforto visual”, explica o superintendente de Negócios da Infraero, Bruno Basseto.

Atualmente, Congonhas conta com cerca de três mil pontos de publicidade, que vão de carrinhos de bagagem, painéis indicativos de voo, displays, a divisores de fluxo, entre outros. Esse conjunto de espaços poderá receber investimentos por parte do novo operador master, caso ele entenda que adequações sejam necessárias à melhor execução do plano de mídia. As alterações, por sua vez, deverão ter suas propostas avaliadas pela Infraero.

Gestão aprimorada

O novo modelo de exploração de mídia aeroportuária que a Infraero quer adotar em Congonhas pretende ajustar a gestão da empresa às melhores práticas do mercado. “Será feita a troca de uma gestão individualizada, em que cada local tem um contrato, para um modelo que trata o aeroporto como conjunto único, com pontos mutáveis e flexíveis, assim como fazem os principais aeroportos internacionais”, afirma Basseto.

Assim, a Infraero e o novo concessionário poderão oferecer ações de relevância para os frequentadores do aeroporto, além de aproveitar melhor os espaços do maior terminal da Rede Infraero, que em 2019 recebeu 22,6 milhões de passageiros e 217,2 mil aeronaves, entre chegadas e partidas.

Experiência interna e de mercado

Para chegar ao modelo de gestão master para Congonhas, a Infraero avaliou as práticas de aeroportos nacionais e internacionais, constatando que esse modelo de gestão de publicidade traz melhores resultados. “Na nossa avaliação de mercado, que embasou o projeto de Congonhas, a Infraero recebeu demonstrações de melhora nos retornos financeiros e otimização nos processos de gestão”, explica Basseto. Ele cita ainda que o modelo de exploração master já é adotado na empresa, mas com configurações diferentes, como Manaus, Belém, Goiânia, Navegantes, Campo Grande e São Luís.

Além disso, a atuação de um operador master não se choca com a política de concessão de aeroportos. “Trata-se de um aeroporto que está recebendo uma ação alinhada com as demandas de mercado. Ou seja, no futuro, com a concessão do aeroporto, este segmento comercial já estará ajustado ao que o mercado já pratica, sem esquecer que o novo concessionário poderá absorver o contrato”, argumenta Basseto.

Compartir noticia:
Fuente: Infraero
Input your search keywords and press Enter.