Ahora leyendo:
Manaus passará a ter voos para Paris e Amsterdã com conexão em Fortaleza
Toda la noticia 3 minutes read

Manaus passará a ter voos para Paris e Amsterdã com conexão em Fortaleza

Os voos realizados entre a Air France – KLM e a GOL Linhas Aéreas Inteligentes visa economizar pelo menos oito horas no percurso

Manaus passará a ter voos para Paris e Amsterdã com conexão em Fortaleza. O que garante uma redução significativa de pelo menos oito horas no percurso para a Europa. O novo HUB Nordeste começa a operar a partir de 3 de maio deste ano no Aeroporto Pinto Martins e os bilhetes já estão disponíveis para as vendas. A operação é feita a partir da parceria entre a Air France – KLM e a GOL Linhas Aéreas Inteligentes.

"Antes para ir a Paris de Manaus era necessário um tempo 21 horas e trinta minutos. Agora vamos ter 13 horas e 25 minutos. A mesma economia de tempo é para Amsterdã. Antes levava 16 horas e 55 minutos e com hub em Fortaleza ficou 13 horas e 55 minuto", destaca diretor-geral da Air France-KLM para a América do Sul, Jean-Marc Pouchol.

Frequência

No total são 40 frequências com a inauguração de seu terceiro hub no País, em Fortaleza. Isso representa um aumento de 16% da capacidade do grupo Air France-KLM no Brasil, em relação ao mesmo período de verão europeu de 2017. A partir de outubro, o hub de fortaleza ganha mais uma frequência da Air France, totalizando 44 voos semanais no Brasil (considerando também as frequências adicionais do Rio de Janeiro), isso representa um aumento de 26% de capacidade do grupo no Brasil em relação ao mesmo período de verão europeu do ano passado.

"Começamos a venda em dezembro do ano passado e percebemos desde o início que a demanda dos brasileiros por voos internacionais era grande, com isso decidimos aumentar as frequências dos voo", revela Pouchol.

Jean revela que o projeto não é só ligar Fortaleza a Europa: Amsterdã e Paris, mas também aumentar a presença no norte e nordeste. "Hoje avaliamos a presença da Air France no Brasil e temos posições bem fortes como no Sul e Sudeste. Para o turista brasileiro ir a Amsterdã, por exemplo, ele tem que descer até o Rio de Janeiro e depois subir de novo à Europa, porque não temos uma presença bem forte em Manaus e nossa missão é crescer nesta região com este novo hub que estamos em conjunto com a Gol", explica Jean…

Compartir noticia:
Input your search keywords and press Enter.