Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Ahora leyendo:
Pelo 5º ano, Aeroporto de Salvador recebe selo da Diversidade Étnico-Racial
Toda la noticia 3 minutes read

Pelo 5º ano, Aeroporto de Salvador recebe selo da Diversidade Étnico-Racial

O Salvador Bahia Airport, integrante da rede VINCI Airports, recebeu mais uma vez o Selo de Diversidade Étnico-Racial, concedido pela Secretaria Municipal da Reparação de Salvador em reconhecimento às organizações que desenvolvem iniciativas de combate ao racismo institucional. Este é o quinto ano consecutivo em que o aeroporto figura entre as empresas que têm suas ações atestadas pelo poder municipal.

“O Selo de Diversidade concedido pela Prefeitura de Salvador está totalmente alinhado com a política da VINCI Airports de promover ambientes de trabalho diversos e plurais. Desde que assumimos a administração do terminal de Salvador, implantamos diretrizes que nos permitem acompanhar os perfis das equipes e ampliar a contratação de profissionais negros, por exemplo. Além disso, mantemos uma agenda de encontros e treinamentos para discutir questões raciais, ainda urgentes no nosso país e no nosso estado”, reforça Daniela Franco, gerente de Comunicação da VINCI Airports.

O evento de entrega do selo aconteceu na noite de 01 de dezembro, com a presença, entre outros, da secretária da pasta, Ivete Alves do Sacramento. Alguns colaboradores do Salvador Bahia Airport estiveram presentes no local para receber o título.

Desenvolvendo ações com foco na diversidade
O Salvador Bahia Airport, com apoio da Afrodescendente Consultoria, está desenvolvendo um Plano Operacional com foco na promoção da equidade racial e diversidade envolvendo colaboradores(as), subconcessionários, comunidade aeroportuária e passageiro. A iniciativa visa ressaltar e ampliar as políticas de diversidade e inclusão adotadas pelo aeroporto.

Mais que a promoção da equidade racial, a pauta da Diversidade é amplamente debatida no aeroporto, que, desde 2018, mantêm um grupo composto por representantes dos empregados, voltado para discutir e propor ações de combate à discriminação e aos vieses inconscientes. Ao longo dos anos, diversas iniciativas foram realizadas, incluindo ações cotidianas e também em datas especiais, como o Dia Internacional da Mulher e o mês da Consciência Negra.

Em 2022, por exemplo, o Novembro Negro contou com o evento “Minha Cor Tem História”, que trouxe a palestra Diversidade, Inclusão e Intencionalidade, com Luana Génot, escritora, fundadora e diretora do Instituto Identidades do Brasil – organização que tem como propósito acelerar a promoção da igualdade racial e a inclusão de negros e indígenas no mercado de trabalho. Além de uma ocupação artística da artista plástica baiana Raiana Britto, que preparou uma ilustração reunindo cenas do cotidiano de pessoas negras que vivem em Salvador. O painel feito pela artista é permanente e pode ser visto na parede próxima à entrada do embarque, no 2° pavimento.

Compartir noticia:
Input your search keywords and press Enter.